Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

WASHINGTON (Reuters) - O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Jim Mattis, insinuou nesta segunda-feira sobre opções militares para enfrentar a crise na Coreia do Norte que poderiam poupar Seul de um contra-ataque brutal, mas ele se recusou a dizer quais são os tipos de opções ou se elas envolvem uso de força letal.

Perguntado se havia opções militares que os Estados Unidos poderiam usar com a Coreia do Norte que não colocariam Seul em grave risco, Mattis disse: "Sim, existem. Mas não vou entrar em detalhes".

Apesar da retórica acalorada nos Estados Unidos e na Coreia do Norte, não houve posicionamento de recursos militares dos EUA para sugerir que um conflito militar seja iminente. Mattis também disse a jornalistas que acredita que diplomacia e sanções colocam pressão sobre Pyongyang.

(Reportagem de Phil Stewart e Idrees Ali)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters