Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, condenou nesta quarta-feira os ataques suicidas e de homens armados contra o Parlamento iraniano e o mausoléu do aiatolá Khomeini em Teerã que mataram pelo menos 12 pessoas.

"O secretário-geral espera que os responsáveis por essa violência injustificável sejam brevemente levados à Justiça. Todos os países têm de trabalhar juntos no combate ao terrorismo, ao mesmo tempo em que mantêm os direitos e valores universais que ligam a comunidade global", disse a porta-voz da ONU Stephane Dujarric a jornalistas.

O Estado Islâmico reivindicou responsabilidade pelos ataques e divulgou um vídeo que supostamente mostram homens armados dentro do prédio do Parlamento. O grupo também ameaçou realizar mais ataques.

(Reportagem de Michelle Nichols)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters