Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Novo secretário de Justiça dos EUA, Jeff Sessions, durante sessão no Senado. 10/01/2017 REUTERS/Kevin Lamarque/File Photo

(reuters_tickers)

Por Julia Edwards Ainsley

WASHINGTON (Reuters) - Profundamente dividido, o Senado dos Estados Unidos confirmou na quarta-feira o senador republicano Jeff Sessions como próximo secretário de Justiça dos EUA, apesar de duras críticas de democratas preocupados com o histórico de direitos civis de Sessions.

Sessions, de 70 anos, que serviu duas décadas no Senado como representante do Alabama, foi confirmado em votação com 52 votos a favor e 47 contra, após democratas levantarem oposição pública à confirmação.

Em uma rara ação para um senador recém-confirmado a uma posição do gabinete, Sessions se dirigiu à Casa após a eleição e pediu para membros do Congresso mostrarem "liberdade" em relações com membros do outro partido.

"Quero agradecer aqueles que, depois de tudo, encontraram confiança suficiente para me confirmar como próximo secretário de Justiça", disse Sessions, que como secretário de Justiça ocupará também o cargo de procurador-geral dos EUA.

Democratas, grupos de direitos civis e imigração expressaram preocupação com o histórico de Sessions de posições controversas sobre raças, imigração e reforma da justiça criminal.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters