Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

ST. LOUIS (Reuters) - Os protestos devem recomeçar em St. Louis, nos Estados Unidos, neste domingo, após a absolvição de um ex-policial branco no caso de um assassinato a tiros de um homem negro, após a segunda noite de violência esporádica entre um pequeno grupo de manifestantes e a polícia.

Os manifestantes farão um ato fora da sede da polícia às 17h (horário de Brasília) e entregarão uma única demanda, disse um dos organizadores, Tory Russell, sem dar mais detalhes.

“Seremos disruptivos e muito inovadores. O mundo verá”, disse Russell, que participa da Aliança Internacional Para Liberdade dos Negros, em entrevista.

Após marchas pacíficas na cidade do Missouri terem acabado na noite de sábado, a violência foi deflagrada entre 100 manifestantes, alguns segurando tacos e martelos, e a polícia.

Janelas de lojas e restaurantes em um espaço comercial no oeste de St. Louis foram estilhaçadas e a polícia disse que prendeu pelo menos nove pessoas.

A banda de rock U2 cancelou um show neste sábado em St. Louis. O cantor Ed Sheeran fez o mesmo com seu show no domingo. Ambos citaram preocupações com a segurança.

(Por Valerie Volcovici)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters