Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Por John Revill

ZURIQUE (Reuters) - Procuradores suíços investigam se agentes russos teriam tentado invadir virtualmente a Agência Mundial Antidoping (Wada), informou a Procuradoria-Geral da Suíça (OAG) neste sábado, ampliando o escopo de possíveis casos de espionagem contra instituições sediadas no país.

Procedimentos criminais foram abertos em março de 2017 sob suspeitas de espionagem política, disse a procuradoria em comunicado. 

"Como parte desses procedimentos, a OAG, em cooperação com o Serviço de Inteligência Federal, conseguiu identificar dois indivíduos", disse a nota. 

"Os procedimentos criminais mencionados anteriormente... se referem a procedimentos criminais que são conduzidos pela Procuradoria-Geral devido a um ciberataque contra a Agência Mundial Antidoping", acrescentou o documento.

A procuradoria disse que os indivíduos em questão são os mesmos identificados pelo serviço de inteligência suíço, que na sexta-feira disse ter frustrado um plano russo que mirava um laboratório suíço utilizado para testar agentes nervosos.

A procuradoria disse que não daria mais informações sobre o caso, que ainda não fora revelado até agora. 

A imprensa suíça disse neste sábado que os escritórios da Wada e do Comitê Olímpico Internacional (COI) em Lausanne haviam sido alvos de ataques.

Ambas as organizações nos últimos anos têm investigado o doping generalizado de atletas russos, o que levou ao banimento de dezenas de competidores russos de eventos esportivos internacionais. 

A embaixada russa em Berna descreveu no sábado os relatos sobre os ataques virtuais à Wada como contos de fadas e como tentativas de desestabilizar a agência antidoping da Rússia. 

"É digno de nota que essas publicações, que incluem adjetivos como 'suspeito' e 'presumível' apareceram imediatamente após o Comitê Revisor de Compliance da Agência Mundial Antidoping emitir uma recomendação para levantar a suspensão da agência antidoping russa", disse a embaixada em nota. 

"É difícil evitar a impressão de que os contos de fada sobre hackers russos atacando a Wada sejam tão necessários agora". 

Na sexta-feira, o Comitê Independente de Revisão da Wada recomendou o restabelecimento da Agência Russa Antidoping (Rusada) na próxima reunião do comitê executivo da Wada no dia 20 de setembro. 

Tanto a Wada quanto o COI estavam indisponíveis para comentários imediatos neste sábado. 

(Reportagem adicional de Maria Kiselyova, em Moscou) 

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










Reuters