Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Soldados sírios em quartel da polícia em Damasco 11/10/2017 REUTERS/Omar Sanadiki

(reuters_tickers)

BEIRUTE (Reuters) - Três suicidas detonaram explosivos perto do quartel-general central da polícia síria, em Damasco, nesta quarta-feira, no segundo ataque do tipo a atingir a capital da Síria neste mês, informou a mídia estatal.

O Estado Islâmico reivindicou responsabilidade pelo ataque em uma mensagem enviada pelo serviço de mensagens Telegram, afirmando que três combatentes armados com metralhadoras e cinturões explosivos foram os responsáveis.

De acordo com a mídia estatal, que citou o Ministério do Exterior, a explosão matou duas pessoas e feriu seis.

Dois suicidas tentaram invadir o comando central da polícia e trocaram tiros com guardas antes de detonar explosivos do lado de fora do prédio na rua Khalid bin al-Walid, disse o chefe de polícia de Damasco à TV estatal.

Forças policiais na sequência perseguiram um terceiro agressor, que se explodiu perto da entrada de um mercado de roupas.

Também neste mês, militantes invadiram uma delegacia de polícia em outro ponto de Damasco, deixando 17 mortos, em um ataque suicida também reivindicado pelo Estado Islâmico.

(Reportagem de Ellen Francis)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters