Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

LONDRES (Reuters) - O chanceler britânico, Philip Hammond, disse que realizaria reuniões com autoridades de alto nível do governo para discutir o surto do vírus ebola, altamente contagioso, na África Ocidental, que segundo ele representa uma ameaça à Grã-Bretanha.

"É uma ameaça. É algo para o qual precisamos reagir", disse Hammond à rede BBC.

Acredita-se que o ebola tenha matado 672 pessoas na Guiné, Libéria e Serra Leoa desde o surgimento de seu mais recente surto em fevereiro, de acordo com a Organização Mundial da Saúde.

Hammond disse não haver suspeita de que algum cidadão britânico tenha sido infectado e que nenhum caso foi registrado na Grã-Bretanha, mas afirmou que iria realizar uma reunião de emergência com autoridades responsáveis nesta quarta-feira para examinar quais medidas de precaução seriam necessárias.

(Reportagem de Michael Holden)

Reuters