Reuters internacional

Suspeito da explosão no metrô de São Petersburgo, comparece a audiência em Moscou, na Rússia. 18/04/2017 REUTERS/Sergei Karpukhin

(reuters_tickers)

MOSCOU (Reuters) - O homem que investigadores russos dizem ter orquestrado uma explosão no metrô de São Petersburgo disse ao tribunal nesta terça-feira que foi um cúmplice inconsciente do ataque.

Em uma audiência preliminar, o suspeito, Abror Azimov, disse ter participado da preparação do ataque, no qual 14 pessoas foram mortas, mas apenas indiretamente.

"Eu não percebi que estava ajudando esse ato", disse Azimov, em referência à explosão no metrô em 3 de abril. "Eu estava sendo orientado".

Anteriormente, um investigador disse ao tribunal que Azimov tinha confessado preparar o ataque, mas o suspeito disse não ter confessado isso.

(Reportagem de Polina Nikolskaya)

Reuters

 Reuters internacional