Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Ativista com bandeira LGBT durante manifestação em Taipé, Taiwan. REUTERS/Tyrone Siu

(reuters_tickers)

Por J.R. Wu

TAIPÉ (Reuters) - A corte constitucional do Taiwan declarou nesta quarta-feira que pessoas do mesmo sexo têm direito de se casar legalmente, na primeira decisão do tipo na Ásia, desencadeado celebrações de ativistas que têm lutado há anos por esse direito.

O tribunal informou que as leis de casamento anteriores violavam "o direito de livre casamento e de igualdade do povo", e deu dois anos para que sejam realizadas as emendas legais necessárias para permitir o casamento de pessoas do mesmo sexo.

"Se leis relevantes não forem alteradas ou promulgadas dentro desses dois anos, duas pessoas do mesmo sexo que tiverem a intenção de criar essa união permanente devem ter seus registros de casamento efetuados", disse a corte.

Ativistas de direitos de gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros mantinham grandes expectativas de que seus anos de campanha pelo casamento de pessoas do mesmo sexo conquistariam o apoio da corte.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters