Navigation

Taxa de mortalidade de Covid-19 da África é maior do que a global

John Nkengasong, diretor do Centro de Controle de Doenças da África, durante entrevista à Reuters em Adis-Abeba 11/03/2020 REUTERS/Tiksa Negeri reuters_tickers
Este conteúdo foi publicado em 21. janeiro 2021 - 13:13

NAIRÓBI (Reuters) - A taxa de mortalidade de casos de coronavírus da África está em 2,5%, mais alta do que o nível global de 2,2%, uma tendência que está alarmando especialistas, disse o chefe da entidade de controle de doenças do continente nesta quinta-feira.

No início da pandemia, a taxa de mortalidade africana estava abaixo da média global, disse o chefe do Centro para Controle e Prevenção de Doenças da África (CDC), John Nkengasong, aos repórteres.

"A taxa de fatalidade está começando a ficar muito preocupante e inquietante para todos nós", disse.

O número de nações africanas com uma taxa de mortalidade maior do que a média global atual está aumentando, acrescentou ele. Há 21 países no continente com uma taxa de mortalidade superior a 3%, entre eles Egito, República Democrática do Congo e Sudão.

Ao longo da última semana, os casos diminuíram em quase 7% na comparação com a semana anterior, enquanto as mortes aumentaram 10%, de acordo com dados do CDC africano. A África registrou 3,3 milhões de infecções de coronavírus e 81 mil mortes até esta quinta-feira, segundo a agência.

O continente relatou 207 mil casos novos na última semana, 100 mil deles só na África do Sul, detalhou Nkengasong.

(Da redação de Nairóbi)

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?