Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

SAN JUAN (Reuters) - O governador de Porto Rico se reuniu com prefeitos da ilha devastada no sábado após analisar os danos a uma represa de terra no noroeste do território norte-americano, que ameaça entrar em colapso devido às enchentes causadas pelo furacão Maria.

Cerca de 70 mil pessoas que vivem nas proximidades da represa comprometida, formada em um lago do rio Guajataca, cujo volume aumentou com as chuvas, receberam ordens para deixar suas casas, com a estrutura ameaçando se romper a qualquer minuto.

"Nós vimos diretamente o dano à represa de Guajataca", disse o governador Ricardo Rossello em uma mensagem publicada em espanhol no Twitter no sábado, enquanto reforçava seu pedido para que as pessoas deixem a área o mais rápido possível.

"A fissura se tornou uma ruptura significativa", disse Rossello em uma coletiva de imprensa no sábado.

O Serviço Climático Nacional dos EUA disse em seu site que a represa ainda corria risco de desabar, causando enchentes que colocariam em risco a população.  

"Fique longe ou será varrido", alertou o órgão.

Enquanto isso a população ao redor da ilha lutava para se reerguer após a devastação deixada pela tempestade, que matou pelo menos 25 pessoas, incluindo ao menos 10 em Porto Rico, conforme passava pelo Caribe, de acordo com autoridades e reportagens da imprensa.

Em um desdobramento que pode ajudar no esforço de recuperação, o porto de San Juan foi reaberto, de acordo com uma mensagem divulgada no Twitter pela agência que o opera, permitindo que navios descarreguem suprimentos.

Maria atingiu Porto Rico como uma tempestade de categoria 4 na escala Saffir-Simpson, que tem cinco níveis, no momento em que a ilha já enfrentava a maior crise de dívida municipal da história dos Estados Unidos.

A tempestade pode ter causado uma estimativa de 45 bilhões de dólares em danos e perdas de atividade econômica no Caribe, com pelo menos 30 bilhões de dólares em prejuízos em Porto Rico, disse Chuck Watson, um analista de desastres da Enki Research em Savannah, Georgia.

(Por Dave Graham e Robin Respaut; reportagem adicional por Chris Kenning e Alex Dobuzinskis)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters