Reuters internacional

A Cidade Proibida é vista durante uma tempestade de poeira, em Pequim, na China. 04/05/2017 REUTERS

(reuters_tickers)

PEQUIM (Reuters) - Uma tempestade de poeira envolveu uma parte do norte da China nesta quinta-feira, reduzindo a qualidade do ar e a visibilidade e desencadeando alertas para que crianças e idosos permaneçam em casa.

A primavera é a estação das tempestades de poeira na China, uma vez que ventos varrem o Deserto de Gobi e capturam areia fina e partículas de poeira que depois lançam ao longo de uma faixa de terra densamente povoada mais ao sul.

O jornal oficial Diário do Povo disse que a pior parte da tempestade irá se concentrar em uma área remota ao longo da fronteira com a Mongólia, mas que Pequim e localidades tão distantes quanto o remoto nordeste chinês serão afetados durante ao menos 24 horas.

Dados oficiais do governo de Pequim mostraram que as leituras médias de pequenas partículas respiráveis conhecidas como PM 2,5, um grande componente do índice de qualidade do ar na China, subiram para 630 microgramas por metro cúbico em partes da cidade na manhã desta quinta-feira, embora tenham diminuído ligeiramente mais tarde no mesmo dia.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda concentrações de somente 10 microgramas.

O governo da cidade disse que a tempestade irá afetar a capital até a tarde de sexta-feira, quando a qualidade do ar irá melhorar devido à chegada de um sistema de alta pressão.

A televisão estatal disse que crianças e idosos devem ficar em casa para evitar os piores efeitos.

A tempestade de poeira enfatiza os problemas ambientais enfrentados pela China, somados à preocupação com a mistura sufocante de neblina e fumaça das usinas de energia e fábricas movidas a carvão que também cobre a maior parte do norte chinês periodicamente.

(Por Ben Blanchard)

Reuters

 Reuters internacional