Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Pessoas passam por enchente na cidade de Nandaime, na Nicarágua 6/10/2017 REUTERS/Oswaldo Rivas

(reuters_tickers)

SAN JOSÉ, Costa Rica (Reuters) - Produtoras de petróleo e gás retiraram funcionários de plataformas offshore e os Estados norte-americanos do Alabama, Flórida e Mississippi declararam estado de emergência, conforme a tempestade tropical Nate seguia em direção à Costa do Golfo dos Estados Unidos nesta sexta-feira, após matar ao menos 25 pessoas na América Central.    

A tempestade Nate deve se tornar um furacão de Categoria 1, a mais fraca na escala de cinco categorias usada por meteorologistas, no momento em que atingir a região central da Costa do Golfo dos EUA na noite de sábado ou no domingo.

A tempestade deve passar pela ponta da península de Yucatan, no México, lar de resorts como Cancun e Playa del Carmen, antes de seguir para o Golfo do México, de acordo com o Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC), sediado em Miami.

A Nate soprava ventos máximos sustentados de 97 quilômetros por hora e estava a cerca de 123 quilômetros a leste da ilha mexicana de Cozumel na tarde desta sexta-feira, segundo o NHC.

Nos Estados Unidos, um estado de emergência foi declarado em 29 condados da Flórida e Estados próximos ao caminho da Nate – Alabama, Louisiana e Mississippi – assim como na cidade de Nova Orleans, devastada pelo furacão Katrina em 2005.

O prefeito de Nova Orleans, Mitch Landrieu, ordenou nesta sexta-feira uma retirada obrigatória de algumas áreas fora do sistema de represa da cidade, assim como um toque de recolher obrigatório conforme Nate se aproximava.

(Por Enrique Andres Pretel)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters