Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Áreas inundadas podem ser vistas de um helicóptero do exército australiano, depois que o ciclone Debbie passou perto da cidade de Bowen, na Austrália 30/03/2017 REUTERS/Gary Ramage/Pool

(reuters_tickers)

Por Tom Westbrook e Benjamin Weir

SYDNEY (Reuters) - As autoridades da Austrália orientaram 40 mil pessoas a buscar terras mais altas nesta quinta-feira, à medida que um tempestade gerada por um ciclone poderoso que atingiu o nordeste do país esta semana varreu o litoral com chuvas pesadas.

O ciclone Debbie, uma tempestade de categoria quatro, se abateu sobre o norte do Estado tropical de Queensland na terça-feira, destruindo destinos turísticos, derrubando linhas de transmissão de energia, arrasando canaviais e obrigando o fechamento de minas de carvão.

A chuva caiu com mais força nesta quinta-feira no interior e em áreas costeiras dos dois lados da capital estadual, Brisbane.

"Este sistema meteorológico intenso que começou com o ciclone Debbie e está descendo pelo litoral está causando estrago em todo nosso Estado", disse a primeira-ministra de Queensland, Annastacia Palaszczuk, a repórteres em Brisbane.

O ciclone regrediu para uma depressão tropical baixa na quarta-feira, mas nesta quinta-feira estava provocando rajadas de vento e chuvas torrenciais em um trecho de 1.200 quilômetros da costa leste australiana, causando cheias nos rios e inundações, e levando as autoridades a ordenarem a retirada de 40 mil pessoas.

Em Lismore, no norte do Estado vizinho de Nova Gales do Sul, o Serviço Estatal de Emergência ordenou a saída de 7 mil moradores de áreas baixas devido à previsão de que a cidade irá sofrer sua pior inundação em quase 20 anos.       

Na zona atingida pelo ciclone, mais ao norte, helicópteros militares, balsas e aviões transportaram centenas de turistas retidos em ilhas turísticas localizadas no caminho da tempestade para o continente.

(Reportagem adicional de Melanie Burton em Melbourne) 

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters