Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Tempestade tropical Harvey se aproxima da costa do Golfo do Texas, nos Estados Unidos NOAA/via Reuters

(reuters_tickers)

(Reuters) - A costa do Golfo do Texas está se preparando para enfrentar a chegada da tempestade tropical Harvey em terra firme até sexta-feira, trazendo ventos fortes, grandes inundações e chuvas torrenciais.

Alertas de furacões, tempestades tropicais e tempestades entraram em vigor em condados do litoral leste do Texas enquanto a tempestade cruzava o Golfo do México, onde pode adquirir as dimensões de um furacão.

Há previsão de ventos de até 120 quilômetros por hora e 40 centímetros de chuva, de acordo com o Serviço Nacional do Clima dos Estados Unidos.

"Agora é a hora de verificar seu plano de emergência e adotar as ações necessárias para preservar sua casa ou negócio. Esforços deliberados devem ser feitos para proteger vidas e propriedades", disse o serviço em um comunicado emitido no início desta quinta-feira.

Cedo nesta quinta-feira, o Harvey estava cerca de 600 quilômetros ao sudeste de Port Mansfield, no Texas, com ventos contínuos máximos de 72 quilômetros por hora, segundo o Centro Nacional de Furacões dos EUA.

A tempestade pode se tornar um furacão quando tocar o solo perto de Corpus Christi na sexta-feira, alertou o Serviço Nacional do Clima.

O governador Greg Abbott declarou estado de desastre em 30 condados na quarta-feira, autorizando o uso de recursos estaduais para preparar o Estado para a tempestade. O Harvey "representa uma ameaça de desastre iminente, incluindo inundações graves, alagamentos no litoral e ventos prejudiciais", disse o comunicado de Abbott.

Cidades e condados ao longo da região litorânea do Estado distribuíram sacos de areia aos moradores, e alguns estabelecimentos comerciais cobriram as vidraças com tábuas de madeira. Residentes do litoral correram aos mercados para estocar água e outros mantimentos, segundo a mídia local.

A tempestade também forçou empresas de energia, incluindo Royal Dutch Shell, Anadarko Petroleum e Exxon Mobil para retirar pessoal de plataformas de petróleo e gás no Golfo do México.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters