Navigation

Tempestade tropical Laura se tornará furacão a caminho dos EUA

Membros da Defesa Civil ajudam mulher em rua inundada após passagem da tempestade Laura em Azua, na República Dominicana 23/08/2020 REUTERS/Ricardo Rojas reuters_tickers
Este conteúdo foi publicado em 24. agosto 2020 - 19:23

(Reuters) - A tempestade tropical Laura está ganhando força no Caribe e deve se transformar em um furacão até terça-feira, enquanto a tempestade tropical Marco perdeu força antes do esperado, poupando a costa do Golfo dos Estados Unidos de dois furacões simultâneos.

Laura percorreu o litoral sul de Cuba na manhã desta segunda-feira, mas o grosso da tempestade ocorreu em alto mar – o que ajudou a maior nação-ilha caribenha a evitar danos graves – depois que esta matou ao menos 10 pessoas no Haiti e na República Dominicana.

Ela derrubou árvores, arrancou telhados frágeis e causou inundações sem gravidade na manhã de domingo em Cuba, de acordo com moradores e reportagens. Na Jamaica, houve relatos de deslizamentos de terra e estradas inundadas.

"Dormi bem a noite passada, exceto quando o vento uivou", disse a cabeleireira Nuris Lopez por telefone de uma cidade pequena no sopé das montanhas de Sierra Maestra, na província de Granma, no leste cubano.

Laura rumava para o Golfo do México a 31 quilômetros por hora, de acordo com o Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC). Até terça-feira, ela deve alcançar a intensidade de um furacão, e até a noite de quarta-feira, mais forte ainda, deve atingir o litoral do Golfo dos EUA, disse o NHC.

Até esta altura, a tempestade pode se tornar um furacão de categoria 2 ou 3 na escala Saffir-Simpson de cinco graus para medição de intensidade de furacões, disse Chris Kerr, meteorologista do DTN, um provedor de dados de energia, agricultura e clima.

Na Louisiana, o governador John Bel Edwards alertou que ventos dignos de tempestade tropical chegariam nesta segunda-feira, exortando os moradores do litoral a encontrarem abrigo no interior.

(Por Jonathan Allen em Nova York, Marc Frank em Havana e Kate Chappell em Kingston)

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.