Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Reuters) - O Departamento de Tesouro dos Estados Unidos anunciará mais sanções nesta quinta-feira contra autoridades venezuelanas de primeiro escalão, disse o The Wall Street Journal citando um assessor do Senado dos EUA.

De acordo com o assessor, as sanções contra membros importantes do governo venezuelano estão ligadas a abusos de direitos humanos e à corrupção, disse a reportagem.

As novas sanções miram em vários membros da recém-nomeada Assembleia Constituinte, um órgão cheio de poderes tomado por apoiadores do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, eleitos em um pleito boicotado pela oposição, que apontou irregularidades na votação.

O Departamento de Tesouro dos EUA não estava imediatamente disponível para comentar.

A União Europeia deve impor um embargo de armas à Venezuela e considera novas sanções em resposta à crise política no país, disseram dois diplomatas da UE na quarta-feira.

Em agosto, os EUA impuseram sanções contra oito autoridades venezuelanas por seu papel na criação da Assembleia Constituinte, formada inteiramente por aliados do governista Partido Socialista com poderes para reescrever a Constituição.

(Reportagem de Rama Venkat Raman em Bengaluru)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters