Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

SEUL/PYONGYANG (Reuters) - Um míssil da Coreia do Norte "explodiu quase imediatamente" em seu teste de lançamento no domingo, informou o Comando Pacífico dos Estados Unidos, horas antes do vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, desembarcar na Coreia do Sul para conversas sobre o crescente programa desafiante de armas do Norte.

O lançamento fracassado da costa leste da Coreia do Norte, ignorando advertências repetidas da China, principal aliado, aconteceu um dia após a Coreia do Norte realizar uma grande parada militar em sua capital, marcando o aniversário de nascimento do fundador do Estado e exibindo o que aparentavam ser novos mísseis balísticos de longo alcance.

O presidente dos EUA, Donald Trump, reconheceu neste domingo a ajuda da China com a questão norte-coreana, ligando-a a um tom mais suave adotado sobre a administração chinesa de sua moeda.

"Por que eu chamaria a China de uma manipuladora de moedas quando ela está trabalhando com nós no problema da Coreia do Norte? Veremos o que acontece!", escreveu Trump em publicação no Twitter. Trump se afastou de uma promessa de campanha de rotular a China desta maneira.

O principal diplomata da China, Yang Jiechi, e o secretário de Estado norte-americano, Rex Tillerson, trocaram pontos de vista sobre a "situação na península coreana" por telefone neste domingo, segundo a agência de notícias oficial chinesa Xinhua. Yang disse que ambos lados devem manter diálogo.

A Coreia do Sul informou que a exibição mais recente de força do Norte “ameaça o país inteiro”, mas um assessor de política externa dos EUA que viajava a bordo do Air Force Two com Pence buscou neutralizar parte da tensão, dizendo que o teste do que pode ter sido um míssil de médio alcance não é surpresa.

“Tínhamos boa inteligência antes do lançamento e boa inteligência após o lançamento”, disse o assessor a repórteres em condição de anonimato.

“É um teste fracassado. Segue outro teste fracassado. Então não há necessidade de reforçar o fracasso deles. Não precisamos expandir quaisquer recursos contra isto”.

O assessor disse que o voo dos mísseis durou quatro ou cinco segundos.

“Não era uma questão de se, era uma questão de quando. A notícia boa é que após cinco segundos ele fracassou”.

Pence, em discurso de Páscoa para tropas norte-americanas na Coreia do Sul, disse que o comprometimento dos EUA com a Coreia do Sul permanece intacto.

“Deixe-me garantir a vocês sob a liderança do presidente Trump, nossa resolução nunca foi mais forte. Nosso compromisso com esta aliança histórica com o povo corajoso da Coreia do Sul nunca foi mais forte”.

Pence começava uma viagem de 10 dias à Ásia, no que assessores disseram ser um sinal de comprometimento norte-americano com seu aliado, em face de uma crescente tensão.

(Por Roberta Rampton e Sue-Lin Wong)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters