Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

LONDRES (Reuters) - Testes clínicos de uma vacina esperimental contra o vírus Ebola deverá começar em breve, de acordo com a fabricante de medicamentos britânica GlaxoSmithKline, que está desenvolvendo o produto com cientistas norte-americanos.

O pior surto de Ebola do mundo matou aproximadamente 1 mil pessoas no Oeste da África e a doença poderá continuar a se espalhar por meses, aumentando a pressão sobre os pesquisadores para acelerar seu trabalho em novas intervenções médicas.

Não há cura provada ou vacina para prevenir a infecção com o Ebola e a escala do surto atual levou a Organização Mundial de Saúde a declarar situação de emergência internacional.

A vacina esperimental da GSK já produziu resultados promissores em estudos com animais e deverá entrar na fase 1 de testes em humanos, dependendo apenas de aprovação da agência reguladora norte-americana.

Um porta-voz da companhia disse neste domingo que os testes devem ser iniciados "este ano", enquanto o parceiro do GSK, o norte-americano Instituto Nacional de Alergia e Infectologia (NIAID, na sigla em inglês) disse em comunicado em seu site que iniciará os testes "no outono (do Hemisfério Norte) de 2014", dando a entender que os testes se iniciarão em setembro.

(Por Ben Hirschler)

Reuters