Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Por Yeganeh Torbati e Michael Martina

PEQUIM (Reuters) - Com palavras acolhedores do presidente chinês, Xi Jinping, no domingo, o secretário de Estado norte-americano, Rex Tillerson, encerrou sua primeira viagem à Ásia desde que assumiu o posto, com um acordo para trabalhar com a China sobre a Coreia do Norte e deixar de lado questões mais complicadas.

A China tem se irritado por ser repetidamente cobrada por Washington a controlar os programas nucleares e de mísseis da Coreia do Norte e com a decisão dos Estados Unidos de basear um avançado sistema de defesa antimísseis na Coreia do Sul.

Pequim também suspeita das intenções dos EUA em relação a Taiwan, região reivindicada pela China, com o governo do presidente norte-americano, Donald Trump, elaborando um grande pacote de armas para a ilha, o que está desagradando a China.

No entanto, reunidos no Grande Salão do Povo de Pequim, Xi e Tillerson minimizaram essas questões, pelo menos diante dos repórteres, com Xi dizendo que Tillerson havia feito muitos esforços para conseguir uma transição suave em uma nova era de relações.

"Você disse que as relações entre a China e os Estados Unidos só podem ser amistosas. Eu expresso meu apreço por isso", disse Xi.

Xi disse ter se comunicado com Trump várias vezes por meio de conversas telefônicas e mensagens.

"Ambos acreditamos que a cooperação entre a China e os EUA é a direção pela qual estamos lutando. Ambos esperamos uma nova era para o desenvolvimento construtivo", disse Xi.

"Os interesses conjuntos da China e dos Estados Unidos superam em muito as diferenças, e a cooperação é a única escolha correta para nós dois", acrescentou Xi, segundo comentários do Ministério de Relações Exteriores da China.

A China e os Estados Unidos devem fortalecer a coordenação de temas regionais complexos, respeitar os principais interesses e preocupações de cada um e proteger a ampla estabilidade das relações, disse Xi.

Tillerson respondeu que Trump espera poder melhorar o entendimento com a China e ter uma oportunidade para uma visita no futuro.

Tillerson disse que Trump coloca um "valor muito alto na comunicação que já ocorreu" com Xi.

"E ele pretende melhorar essa compreensão na oportunidade para uma visita no futuro", disse Tillerson.

"Sabemos que, através de um diálogo mais aprofundado, conseguiremos um maior entendimento que conduzirá a um fortalecimento dos laços entre a China e os Estados Unidos e dará o tom para nossa futura relação de cooperação."

Reuters