Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

LIMA (Reuters) - Dois chilenos e um homem com cidadania norte-americana e russa morreram no Peru enquanto tentavam escalar uma montanha coberta de neve nos Andes, disse nesta terça-feira um porta-voz para um grupo de alpinismo.

Os três homens possivelmente geraram uma avalanche à medida que escalavam a Pirámide de Garcilaso, um pico de 5.885 metros de altura na cadeia de montanhas Cordilheira Branca, na região central dos Andes, disse Rafael Figueroa, da Associação de Guias de Montanhas do Peru (AGMP), para a emissora local RPP.

Uma equipe de buscas da AGMP encontrou os corpos por volta do meio-dia desta terça-feira após amigos e familiares dos chilenos falarem que eles não haviam retornado de uma viagem planejada para a Pirámide de Garcilaso, disse Figueroa.

“Estas três pessoas aparentam ter tentando escalar a face da montanha coberta de neve da Pirámide de Garcilaso sem um guia treinado para este tipo de expedição”, disse Figueroa. “Recomendamos que todos os turistas... sigam com membros treinados”.

Antonio Zavala, chefe de polícia na cidade de Huaraz, confirmou as nacionalidades dos homens e disse que autoridades estavam à caminho de buscar os corpos, que iriam necessitar uma noite de acampamento na Cordilheira Branca durante o inverno do hemisfério sul.

A Cordilheira Branca, lar de dezenas geleiras, picos altos e lagos azul-turquesa, é um destino popular para alpinistas e mochileiros.

(Reportagem de Mitra Taj e Marco Aquino)

Reuters