Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

MAIDUGURI, Nigéria (Reuters) - Homens-bomba mataram ao menos 12 pessoas e deixaram 26 feridas nesta segunda-feira no Estado nigeriano de Borno, epicentro da insurgência militar islâmica Boko Haram, afirmou o chefe da agência estatal de gestão de emergências.

Os ataques são os mais recentes em uma série de explosões no violento nordeste do país, que deixaram ao menos 200 mortos desde do dia 1º de junho, de acordo com contagem da Reuters.

"Três homens-bomba invadiram um assentamento chamado Mashimari, no governo local de Konduga", disse Ahmed Satomi, chefe da Agência Estatal de Gestão de Emergências de Borno (Sema). A área fica cerca de 35 quilômetros a sudeste da capital do Estado, Maiduguri.

Outra autoridade da Sema disse que os homens-bomba se juntaram a um grupo de fazendeiros em Mashimari, antes de detonar seus dispositivos por volta de 11h45 (7h45 no horário de Brasília).

Nenhum grupo reivindicou responsabilidade pelos ataques, mas o uso de homens-bomba é característico do Boko Haram.

(Reportagem de Ahmed Kingimi e Lanre Ola)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters