LONDRES (Reuters) - O líder trabalhista britânico, Jeremy Corbyn, sinalizou neste domingo que deve apoiar uma proposta para a realização de uma votação pública sobre o acordo do Brexit fechado pela primeira-ministra Theresa May com a União Europeia, caso o texto seja aprovado pelo Parlamento.

Espera-se que May realize outra votação sobre seu acordo para deixar a UE nesta semana, mas dois de seus ministros indicaram também neste domingo que o governo conservador só o fará se obtiver garantias de apoio para aprová-lo.

Corbyn, que tem sido relutante em realizar um segundo referendo sobre a adesão do Reino Unido à União Europeia, há muito tempo tem dito que agirá para impedir o que ele chama de "Brexit conservador".

No domingo, ele disse que os trabalhistas provavelmente apoiarão uma proposta redigida por dois parlamentares do partido para a convocação de uma "eleição de confirmação" se o acordo de May for aprovado pelo Parlamento.

"Sim, nós estaremos apoiando isso, mas obviamente temos que ver o texto", disse ele à Sky News, acrescentando que o Partido Trabalhista não apoiará o acordo de May, que já foi derrotado duas vezes no Parlamento.

Corbyn tem estado sob pressão de membros de seu partido para apoiar um segundo referendo, ou o Voto do Povo, sobre a adesão do Reino Unido à UE, mas teme afastar os eleitores trabalhistas que apoiaram o Brexit.

(Reportagem de Elizabeth Piper e Kate Holton

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.