Trudeau diz que comentários de Trump deixaram equipe de queixo caído

Primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, conversa com premiê britânico, Boris Johonson, presidente francês, Emmanuel Macron, secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, e princesa Anne 03/12/2019 Yui Mok/Pool via REUTERS reuters_tickers
Este conteúdo foi publicado em 04. dezembro 2019 - 16:55

LONDRES (Reuters) - O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, foi filmado em uma recepção no Palácio de Buckingham na noite de terça-feira descrevendo como a equipe do presidente dos Estados Unidos Donald Trump, pareceu surpresa com sua atuação em uma coletiva de imprensa.

Mais cedo naquele dia, Trump havia tratado de questões que foram da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) à Coreia do Norte, o comércio e o inquérito de impeachment em duas sessões longas de perguntas e respostas com repórteres, primeiro ao lado do secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, e depois com o presidente da França, Emmanuel Macron.

Em uma, ele descreveu comentários anteriores de Macron como "muito sórdidos".

A conversa posterior entre Trudeau, o premiê britânico, Boris Johnson, Macron e o premiê holandês, Mark Rutte, na recepção foi gravada em vídeo, e alguns trechos são audíveis. A princesa Anne, filha da rainha Elizabeth, também estava presente.

"É por isso que você atrasou?", perguntou Johnson a Macron. "Foi uma coletiva de imprensa de uns 40 minutos", disse Trudeau. "Sim, sim, sim! Quarenta minutos."

Outras palavras inaudíveis foram trocadas, e depois Trudeau acrescentou: "Eu vi os queixos da equipe dele baterem no chão."

(Por Mike Collett-White)

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo