Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Trump faz discurso em Louisville, Kentucky 20/3/2017 REUTERS/Jonathan Ernst

(reuters_tickers)

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, alertou nesta terça-feira parlamentares republicanos que eleitores podem puni-los caso não aprovem um plano que favorece a dispersão do Obamacare, num momento em que a pressão cresce sobre o ex-empresário para ganhar a primeira grande batalha legislativa de sua Presidência.

Em uma de suas poucas visitas ao Capitólio desde assumir a Presidência, há dois meses, Trump disse a colegas republicanos na Câmara dos Deputados que eles irão enfrentar “problemas políticos” por se oporem ao projeto de lei que desmembra o Obamacare e o substitui parcialmente.

“O presidente foi realmente claro: ele traçou a linha para todos”, disse o presidente da Câmara, Paul Ryan, a repórteres. “Fizemos uma promessa. Agora é nosso momento de mantermos a promessa... Se não mantivermos nossa promessa, será muito difícil lidarmos com isto”.

Embora republicanos controlem ambas as Casas do Congresso, os líderes do partido enfrentam a difícil tarefa de unir membros em apoio ao projeto de lei de saúde, o primeiro de uma série de reformas que Trump prometeu, incluindo mudanças do sistema de impostos e regulações comerciais.

Ações norte-americanas caíram bruscamente nesta terça-feira, com investidores temerosos de que Trump terá dificuldade para entregar os prometidos cortes de impostos que levaram os mercados para máximas históricas recentemente.

(Por Susan Cornwell e Yasmeen Abutaleb)

Reuters