Por Steve Holland e William James

WATFORD, Inglaterra (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, chamou Justin Trudeau de "duas caras", nesta quarta-feira, depois que o primeiro-ministro do Canadá pareceu ter sido flagrado pelas câmeras brincando sobre as aparições do norte-americano diante da imprensa durante conversa com outros líderes em uma cúpula da Otan no Reino Unido.

Trudeau foi filmado em uma recepção do Palácio de Buckingham para líderes da Otan na noite de terça-feira descrevendo como as autoridades norte-americanas pareciam surpresas com a atuação de Trump em uma entrevista coletiva mais cedo.

A conversa envolveu o premiê britânico, Boris Johnson, o presidente francês, Emmanuel Macron, e o premiê holandês, Mark Rutte, e foi gravada em vídeo, e alguns trechos são audíveis. A princesa Anne, filha da rainha Elizabeth, também estava presente.

“É por isso que você atrasou?”, perguntou Johnson a Macron. “Foi uma coletiva de imprensa de uns 40 minutos”, disse Trudeau. “Sim, sim, sim! Quarenta minutos”.

Outras palavras inaudíveis foram trocadas, e depois Trudeau acrescentou: “Eu vi os queixos da equipe dele baterem no chão”.

Questionado nesta quarta-feira se tinha ouvido os comentários de Trudeau sobre ele, Trump disse: "Ele é duas caras".

Trump sugeriu que Trudeau estava irritado porque tinha o desafiado por não cumprir a meta de gastar 2% da produção nacional em defesa.

"Acho que ele é um cara muito legal, mas você sabe que a verdade é que eu o chamei pelo fato de ele não estar pagando 2% e posso ver que ele não está muito feliz com isso", disse Trump em entrevista coletiva ao lado da chanceler alemã, Angela Merkel.

Mais tarde, Trump pareceu amenizar suas próprias observações sobre Trudeau.

"Foi engraçado quando eu disse que ele era duas caras”, afirmou o presidente em um áudio captado após um almoço com alguns dos líderes da Otan.

Em uma entrevista coletiva final, Trudeau minimizou o incidente, dizendo que ele e Trump haviam desfrutado de uma grande reunião e que o comentário de cair o queixo era uma referência ao anúncio da localização da próxima reunião dos líderes do G7 no retiro presidencial dos EUA, Camp David.

"Ficamos todos surpresos e fiquei feliz em saber que o próximo G7 será em Camp David, acho que foi um anúncio não programado e... acho que cada líder diferente tem equipes que, de vez em quando, caem em surpresas não programadas , como o próprio vídeo, por exemplo", disse Trudeau a repórteres.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.