Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. 03/02/2017 REUTERS/Carlos Barria

(reuters_tickers)

Por Steve Holland

FLÓRIDA, Estados Unidos (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, concordou em se encontrar com líderes da Otan em maio durante um telefonema no domingo com o secretário-geral da aliança militar, Jens Stoltenberg, que também teve como assunto o conflito separatista no leste da Ucrânia, informou a Casa Branca.

Trump foi eleito com promessas de pressionar membros da Otan a aumentarem seus financiamentos à aliança, amenizando os investimentos financeiros dos EUA.

A proposta provocou oposição de republicanos e democratas, e ainda preocupou aliados europeus dos EUA que temem que o presidente da Rússia, Vladimir Putin, possa tirar vantagem de um eventual enfraquecimento da Otan.

Em comunicado, a Casa Branca informou que Trump e Stoltenberg "discutiram como encorajar todos os aliados da Otan a cumprirem seus compromissos com gastos de defesa".

"O presidente Trump concordou em participar de um encontro de líderes da Otan na Europa em maio", acrescentou.

Trump e Stoltenberg também "discutiram a possibilidade de uma resolução pacífica do conflito ao longo da fronteira ucraniana".

(Reportagem de Steve Holland)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters