Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Presidente dos EUA, Donald Trump, durante conferência de imprensa na Casa Branca em Washington 10/02/ 2017. REUTERS/Joshua Roberts

(reuters_tickers)

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta sexta-feira que está considerando emitir um novo decreto sobre proibição de viagens, enquanto uma autoridade da Casa Branca afirmou que o governo não pretende acionar a Suprema Corte na disputa legal sobre o decreto.

O decreto original de Trump, proibindo a entrada nos Estados Unidos de refugiados e cidadãos de sete países de maioria muçulmana, foi suspenso por um juiz federal em Seattle na semana passada, e essa suspensão foi confirmada por um tribunal de apelações em San Francisco na quinta-feira.

Trump disse durante um encontro surpresa com repórteres a bordo do Air Force One, que viajava de Washington para a Flórida, que estava considerando "um novo decreto" que poderia ser emitido na segunda ou terça-feira, caso o governo decida se mover nessa direção.

Separadamente, a autoridade da Casa Branca disse: "Estamos considerando ativamente mudanças ou outros decretos executivos que manterão nosso país a salvo do terrorismo".

"Nós não levaríamos para a Suprema Corte, mas estamos analisando todas as opções no sistema judicial", completou.

Reuters