Reuters internacional

Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, na Sicília, Itália. 27/05/2017 REUTERS/Jonathan Ernst

(reuters_tickers)

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pediu nesta quarta-feira que o Congresso ouça o depoimento de um ex-assessor de política externa como parte de suas investigações sobre a Rússia, afirmando que Carter Page vai contestar o testemunho de ex-autoridades do FBI e de agências de inteligência.

"Então agora é relatado que os democratas, que esfolaram Carter Page sobre a Rússia, não querem que ele testemunhe. Ele rebate a acusação deles contra ele e agora quer limpar seu nome ao mostrar 'o testemunho falso ou enganoso de James Comey, John Brennan...' Caça às bruxas!", escreveu Trump no Twitter, se referindo aos ex-diretores do FBI e da CIA.

Page é um dos muitos aliados de Trump de interesse para os investigadores do inquérito parlamentar sobre a suposta interferência russa na eleição norte-americana de 2016 e qualquer contato com a campanha presidencial de Trump.

(Reportagem de Susan Heavey)

Reuters

 Reuters internacional