Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, discursa no Missouri 30/08/2017 REUTERS/Kevin Lamarque

(reuters_tickers)

Por Steve Holland e Jeff Mason

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deve revogar uma política da era Obama que protege quase 600 mil imigrantes que entraram ilegalmente no país quando crianças, mas planeja deixá-los ficar até que seus vistos de trabalho expirem, disse nesta quinta-feira uma autoridade do governo.

A decisão de Trump pode ser anunciada a partir de sexta-feira, mas também pode acontecer na próxima semana, disse a autoridade, que acrescentou que o presidente pode sempre mudar de opinião.

Trump, um republicano, havia prometido na campanha eleitoral buscar descartar todos os decretos presidenciais do ex-presidente democrata Barack Obama sobre imigração, incluindo o chamado programa “Dreamers” (Sonhadores).

O que fazer com o programa Dreamers tem sido ativamente debatido dentro do governo Trump e da Casa Branca. Uma autoridade descreveu o debate como um “cabo de guerra” entre facções a favor da ação e outras opostas.

Autoridades, acreditando que o programa é fundamentalmente inconstitucional, querem que o Congresso imponha uma correção legislativa ao Dreamers, disseram duas autoridades.

A porta-voz da Casa Branca Sarah Sanders disse a repórteres que Trump e seus assessores ainda estão revisando o programa e que o presidente não tomou uma decisão final sobre como proceder.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters