Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Por Jonathan e Landay

WASHINGTON (Reuters) - O presidente americano Donald Trump e a primeira-dama Melania Trump não vão comparecer ao evento de homenagem ao Kennedy Center, em dezembro, anunciou a Casa Branca, neste sábado, depois de vários homenageados terem dito que boicotariam uma recepção na Casa Branca, antes do evento. 

O Kennedy Center também disse, em um comunicado, que a recepção na Casa Branca "não vai mais acontecer". 

A Casa Branca disse que o presidente e a primeira-dama não participariam das homenagens no Kennedy Center "para permitir que os homenageados comemorem sem distrações políticas". 

O anúncio surgiu depois que o produtor de televisão Normam Lear, o cantor Lionel Richie e a dançarina Carmen de Lavallade disseram que não participariam de uma recepção na Casa Branca, que aconteceria antes do evento de gala anual, em 3 de dezembro. Os outros homenageados são a cantora Gloria Estefan e o rapper LL Cool J. 

Os prêmios são apresentados todos os anos, em dezembro, para homenagear artistas pelas contribuições à arte ao longo de suas vidas. 

Os cinco homenageados devem participar de um jantar e de uma cerimônia, em 2 de dezembro, no Departamento de Estado, afirmaram os presidentes do Kennedy Center, David Rubenstein e Deborah Rutter, em um comunicado. 

O Kennedy Center "respeita" a decisão dos Trumps, disseram. 

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters