Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Trump faz discurso em Jerusalém 23/5/2017 REUTERS/Jonathan Ernst

(reuters_tickers)

Por Julia Edwards Ainsley

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está pedindo ao Congresso 1,6 bilhão de dólares para dar início à construção de um muro ao longo da fronteira com o México, bem abaixo da quantia necessária para o projeto fortemente criticado por democratas e até mesmo alguns republicanos conservadores.

Um plano do Departamento de Segurança Interna estimava em fevereiro o custo total de 21,6 bilhões de dólares pelo muro, mas a proposta de orçamento da Casa Branca para 2018, divulgada na íntegra nesta terça-feira, incluía um pedido de somente 1,6 bilhão de dólares.

Dois assessores republicanos no Congresso disseram que o pedido modesto é um reconhecimento da Casa Branca de que o financiamento total não é realista, dada a oposição de conservadores do grupo Freedom Caucus na Câmara dos Deputados, assim como democratas na Câmara e no Senado.

A não ser que Trump consiga reunir maior apoio e maior financiamento para a construção em outro ano fiscal, seus planos para um “belo grande muro” que prometeu durante campanha eleitoral no ano passado podem não se realizar, disseram os assessores.

O orçamento, que inclui projeções de 10 anos para gastos para a maior parte das áreas do governo, não incluem um plano de 10 anos para financiamento da construção do muro.

“Estamos absolutamente sérios sobre o muro”, disse nesta terça-feira o diretor orçamentário da Casa Branca, Mick Mulvaney, a repórteres.

Ele disse que o governo Trump ainda está revisando protótipos para determinar se irá construir cercas, um muro de tijolos e argamassa ou outro tipo de estrutura.

A quantia de 1,6 bilhão de dólares iria permitir ao governo a construção de somente partes do muro proposto.

Trump havia dito que iria encontrar uma maneira para o México pagar os EUA pela construção do muro, mas que o Congresso teria que financiá-lo primeiro.

Membros do Freedom Caucus da Câmara disseram anteriormente neste ano que Trump teria que mostrar como iria recompensar o custo do muro, ao qual democratas são categoricamente opostos.

Enfrentando oposição, a Casa Branca retirou seu pedido para financiamento completo do muro no ano fiscal de 2017 e informou que irá reavaliar a questão no próximo orçamento.

Um dos assessores parlamentares disse que Trump ainda carece do apoio necessário. “Nada mudou politicamente sobre o muro”.

Até o momento, o Departamento de Segurança Interna havia solicitado candidaturas para protótipos do muro usando 20 milhões de dólares em fundos existentes, mas nenhum terceirizado do governo foi selecionado para começar a construção.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters