Reuters internacional

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez uma "advertência clara" à Coreia do Norte de que não tolerará certas ações, mas não telegrafaria as medidas dos EUA com antecedência, disse nesta terça-feira o porta-voz da Casa Branca.

O porta-voz Sean Spicer estava respondendo a uma pergunta sobre um post de Trump no Twitter mais cedo nesta terça-feira que dizia: "A Coreia do Norte está procurando problemas. Se a China decidir ajudar, isso seria ótimo. Se não, vamos resolver o problema sem eles! EUA".

"O presidente não é aquele que vai lá e telegrafa sua resposta ...", disse Spicer em um briefing.

"Ele deixou claro com respeito à Coreia do Norte que ... suas ações sobre lançamentos de mísseis não são toleráveis. A última coisa que queremos ver é uma Coreia do Norte nuclear que ameaça a costa dos Estados Unidos ... ou qualquer outro país."

(Reportagem de Ayesha Rascoe)

Reuters

 Reuters internacional