Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Por Susan Heavey e Caroline Humer

WASHINGTON/NOVA YORK (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, focou nesta segunda-feira nas seguradoras de saúde do país, em uma ameaça crescente para cortar os pagamentos de subsídios de planos de saúde que tornam os planos do Obamacare acessíveis, um dia depois de pedir que os senadores republicanos continuem trabalhando para desfazer a lei de saúde de seu antecessor democrata.

"Se o Obamacare está prejudicando as pessoas, e está, por que não deveria prejudicar as companhias de seguro e por que o Congresso não deveria pagar o que o público paga?, escreveu Trump no Twitter.

Trump, frustrado porque ele e os republicanos não foram capazes de cumprir suas promessas de campanha de revogar e substituir o Obamacare, tem ameaçado repetidamente deixar a lei implodir. Até agora, o governo tem continuado a fazer os pagamentos mensais subsidiados, e interrompê-los é apenas uma maneira de cumprir a ameaça de Trump que poderia enfraquecer a lei.

Os comentários mais recentes do presidente ecoaram seus tuítes do final de semana visando os subsídios de redução do custo compartilhado para seguradoras, que diminuem o preço de planos de saúde para os mais pobres de acordo com a lei conhecida como Obamacare.

(Reportagem de Susan Heavey, Caroline Humer e Susan Cornwell)

Reuters