Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Por Susan Cornwell

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e membros de seu governo pediram neste domingo aos senadores republicanos que tentem mais uma vez aprovar a reforma de saúde, depois da derrota do partido na semana passada na mais recente tentativa de acabar com o Obamacare.

Pelo segundo dia seguido o presidente republicano tuitou sobre sua impaciência com a incapacidade do Congresso em cumprir a promessa de seu partido que se arrasta há sete anos de substituir a legislação de saúde implementada pelo ex-presidente Barack Obama.

"Não desistam senadores republicanos, o mundo está olhando: derrubem e substituam...", escreveu Trump em uma mensagem no Twitter neste domingo.

Mas não estava claro se as cobranças da Casa Branca teriam algum impacto no Capitólio.

A busca dos republicanos para revogar e substituir o Obamacare bateu de frente com divisões internas no partido entre moderados e conservadores e também na aprovação crescente a uma lei que incluiu 20 milhões de americanos entre aqueles com planos de saúde.

De acordo com pesquisas, a maioria dos americanos está pronta para avançar para o próximo tema.

De acordo com uma pesquisa Reuters/Ipsos divulgada no sábado, 64 por cento das 1.136 pessoas entrevistadas na sexta-feira e sábado desejam manter o Obamacare “como está" ou acertar depois as "áreas problemáticas". Em janeiro, esse número estava em 54 por cento.

Na sexta-feira, os senadores republicanos não conseguiram votos suficientes para revogar até mesmo alguns itens do Obamacare.

Reuters