Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Juiz Neil Gorsuch, indicado pelo presidente dos EUA, Donald Trump, para a Suprema Corte do país. 01/02/2017. REUTERS/Joshua Roberts

(reuters_tickers)

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta quarta-feira que irá exortar seus colegas republicanos no Senado a invocarem uma mudança de regra para forçar o voto da maioria na aprovação de seu indicado à Suprema Corte se os democratas bbloquearem a votação do nome escolhido.

Como alguns opositores estão questionando a escolha do juiz federal de apelações Neil Gorsuch um dia depois de o presidente anunciá-lo, Trump disse que não irá querer que um impasse parlamentar interfira na aprovação.

    Ele se pronunciou durante um encontro com grupos de interesse que irão apoiar a escolha de Gorsuch --que, se confirmado, irá restaurar a maioria conservadora da alta corte.

    Trump foi indagado se exortaria o líder da maioria no senado, Mitch McConnell, a usar a chamada "opção nuclear" para alterar as regras de forma a tornar a confirmação mais fácil.

    "Sim, se terminarmos com o mesmo impasse que tivemos em Washington durante mais de oito anos; sendo justo com o presidente (Barack) Obama, muito mais de oito anos", afirmou.

    "Se terminarmos com esse impasse, eu direi 'se puder, Mitch, use o nuclear'", disse Trump.

    Ele disse que seria "uma absoluta vergonha se um homem desta qualidade" fosse barrado pelos democratas e que, para evitar essa eventualidade "eu direi que depende de Mitch, mas direi 'vá com tudo'".

    (Por Steve Holland)

Reuters