Navigation

Trump pretende assinar plano para aliviar impactos de Covid-19 de US$1,3 tri, diz chefe de gabinete

Trump fala em Arlington, Virgínia 21/8/2020 REUTERS/Tom Brenner reuters_tickers
Este conteúdo foi publicado em 28. agosto 2020 - 21:50

WASHINGTON (Reuters) - O chefe de gabinete da Casa Branca, Mark Meadows, afirmou nesta sexta-feira que o presidente Donald Trump está disposto a assinar um plano de ajuda para aliviar os impactos do coronavírus de 1,3 trilhão de dólares, com um aumento em 300 bilhões de dólares em relação à proposta do líder da maioria no Senado, Mitch McConnell.

O presidente republicano está "agora disposto a assinar algo em torno de 1,3 trilhão de dólares", um "número que foi oferecido em privado", mas a presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, democrata, se apega às suas exigências de um projeto de 2,2 trilhões de dólares, disse Meadows a repórteres.

O membro republicano McConnell propôs um plano de 1 trilhão de dólares concentrado fortemente em proteções de obrigações para empresas e escolas. Meadows acrescentou que teve "algumas tratativas muito boas" tanto com democratas progressistas, quanto moderados, enquanto ajuda a negociar a última rodada de estímulo econômico.

(Por Lisa Lambert)

((Tradução Redação Brasília, 55 61 33296012)) REUTERS GP MPP

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.