Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

WASHINGTON (Reuters) - O presidente norte-americano, Donald Trump, que se tornou uma estrela de televisão com o reality show "O Aprendiz", terá de passar muito tempo na próxima semana promovendo um plano de expansão de um programa de aprendizes que ajudará empresas a encontrarem mão de obra mais qualificada, afirmou a Casa Branca.

Será a segunda semana consecutiva em que a Casa Branca dará um empurrão para mostrar que Trump está avançando em sua principal prioridade doméstica, de gerar empregos, apesar das investigações sobre possíveis intromissões russas nas eleições presidenciais de 2016 nos EUA .

Trump refutou essas alegações, que têm ofuscado seus esforços para impulsionar o crescimento econômico.

A semana passada foi marcada pela "semana de infraestrutura" com uma série de eventos que tratam de consertar estradas e pontes, outra plataforma de empregos de Trump.

A atenção, no entanto, foi sugada pela audiência no Congresso de James Comey, diretor do FBI demitido por Trump, sobre o imbróglio da Rússia.

A próxima semana será a "do desenvolvimento da força de trabalho", onde a Casa Branca destacará os planos para combater a lacuna qualificações. A abertura de emprego nos EUA atingiu nível recorde em abril, com dados do governo mostrando empregadores se esforçando para encontrar trabalhadores qualificados.

Há meses Trump tem focado no trabalho, sendo o plano liderado por sua filha Ivanka Trump e Reed Cordish, assessor de Trump e secretário do Trabalho, Educação e Comércio.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters