Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Confronto entre manifestantes e polícia perto do consulado turco em Roterdã. 12/03/2017 REUTERS/Dylan Martinez

(reuters_tickers)

ANCARA (Reuters) - A Turquia convocou o enviado da Holanda em Ancara, nesta segunda-feira, para reclamar das ações da polícia de Roterdã contra manifestantes turcos durante o fim de semana, disseram fontes da chancelaria turca, à medida que aumentam as tensões devido à campanha política de Ancara no exterior.

O presidente da Turquia, Tayyip Erdogan, que busca o apoio dos turcos para um referendo em que espera ampliar seus poderes, disse que a Holanda está agindo como uma "república de banana" e deveria sofrer sanções por barrar ministros turcos de falaram em Roterdã.

A polícia holandesa usou cães e canhões d'água no domingo para dispersar centenas de manifestantes com bandeiras turcas do lado de fora do consultado do país em Roterdã. Alguns manifestantes jogaram pedras e garrafas na polícia, e muitos foram atingidos por policiais com cacetetes, segundo uma testemunha da Reuters.

"A comunidade turca e nossos cidadãos foram alvo de mau tratamento, com métodos desumanos e humilhantes usados em uma intervenção desproporcional contra pessoas exercendo seu direito de se manifestar pacificamente", disse um comunicado atribuído a fontes do ministério.

(Reportagem de Tulay Karadeniz)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters