Reuters internacional

ANCARA (Reuters) - A Turquia pode reavaliar ou suspender todos os acordos no âmbito do pacto de migração com a União Europeia (UE), se o bloco não der uma resposta positiva sobre a isenção de visto para turcos, informou nesta sexta-feira o ministro de Relações Exteriores do país, Mevlut Cavusoglu.

O governo turco concordou no início de 2016 em ajudar a conter o fluxo de imigrantes entrando na Europa a partir de seu território, em troca da isenção de visto para cidadãos da Turquia.

Mas Bruxelas primeiro quer que Ancara modifique as leis antiterrorismo que alega serem muito amplas.

Em entrevista à TV A Haber, Cavusoglu disse que o acordo de migração e a isenção de vista são um pacote. "Se recebermos uma resposta negativa da UE, temos o direito de reavaliar e suspender todos esses acordos", afirmou. "A UE precisa dar a isenção de visto que nosso povo merece".

As relações entre a Turquia e a UE se deterioraram bastante antes de um referendo no domingo que pode conceder ao presidente Tayyip Erdogan poderes ainda maiores.

A Turquia já havia alertado anteriormente que o acordo de migração com a UE estaria em risco. No mês passado, Erdogan disse que faria um referendo sobre continuar as negociações sobre o acesso do país à UE.

(Por Tuvan Gumrukcu e Ece Toksabay, em Ancara, e Michelle Martin, em Berlim)

Reuters

 Reuters internacional