Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

ANKARA (Reuters) - A Turquia realizará um referendo no dia 16 de abril sobre proposta de mudanças na Constituição do país que substituiriam o sistema parlamentarista pela presidência executiva buscada pelo presidente Tayyip Erdogan, anunciou neste sábado o chefe do comitê eleitoral.

A proposta permitiria ao presidente emitir decretos, declarar regras de emergência. Nomear ministros e dissolver o parlamento, e poderia manter Erdogan no poder até 2029.

Os apoiadores de Erdogan vêem os planos como uma garantia de estabilidade em momento de turbulência. Os oponentes temem uma queda em direção a um Estado mais autoritário.

(Reportagem de Gulsen Solaker)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters