Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Presidente da Turquia, Tayyip Erdogan, discute fim de tensões com Catar com líderes sauditas, em Ancara. 13/06/2017 Yasin Bulbul/Presidential Palace/Divulgação via REUTERS

(reuters_tickers)

Por Daren Butler e Tulay Karadeniz

ISTAMBUL/ANCARA (Reuters) - A Turquia enviou um primeiro navio de suprimentos alimentares ao Catar nesta quinta-feira e também está enviando um pequeno contingente de soldados, noticiou a mídia turca, e o presidente do país, Tayyip Erdogan, conversou com líderes sauditas sobre o apaziguamento das tensões na região.

A Turquia apoiou o Catar depois que Arábia Saudita, Egito e outros países árabes cortaram todos os laços econômicos e diplomáticos com Doha este mês acusando o regime catariano de apoiar o terrorismo, acusação que o Catar nega.

Ancara também procura manter boas relações com o restante do Golfo Pérsico, e fontes do escritório de Erdogan disseram que ele conversou por telefone de quarta para quinta-feira com o rei saudita Salman e com o novo príncipe herdeiro, Mohammed bin Salman, parabenizando o último por sua promoção.

O rei Salman escolheu seu filho como o primeiro da linha sucessória na quarta-feira.

"Chegou-se a um acordo para intensificar os esforços para acabar com a tensão na região relacionada ao Catar", disseram as fontes em um comunicado, no que diz respeito aos telefonemas, nesta quinta-feira.

O Parlamento turco acelerou a aprovação de uma legislação em 7 de junho para permitir que mais tropas sejam enviadas a uma base militar no Catar que abriga soldados turcos, conforme um acordo assinado em 2014.

"Não é econômico ou sustentável enviar suprimentos alimentares normais por avião", disse Erdogan à agência de notícias estatal Anadolu na quarta-feira, acrescentando que está começando a enviar ajuda por terra e mar. Ele ainda disse que produtos de consumo duráveis e utensílios domésticos também serão encaminhados.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters