Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

BAGDÁ (Reuters) - Ayad al-Jumaili, considerado o segundo em comando depois do líder do Estado Islâmico, Abu Bakr al-Baghdadi, foi morto em um ataque aéreo, afirmou a TV estatal iraquiana neste sábado, citando inteligência militar do Iraque.

A coalizão anti-Estado Islâmico liderada pelos EUA disse que não poderia confirmar a notícia no momento.

A TV iraquiana disse que Jumaili foi morto junto com outros comandantes do Estado Islâmico em um ataque conduzido pela força aérea iraquiana na região de al-Qaim, próximo à fronteira da Síria. Ela não deu detalhes ou data do ataque.

"Os aviões da força aérea executaram com precisão um ataque ao quartel-general em al-Qaim... resultando na morte do segundo no comando... Ayad al-Jumaili, também chamado de Abu Yahya, o ministro da guerra", disse a TV estatal, citando um comunicado da direção da inteligência militar.

Forças iraquianas, apoiadas pela coalizão liderada pelos EUA, lutam desde outubro para recuperar a cidade de Mosul, bastião do Estado Islâmico no Iraque e a cidade onde Baghdadi declarou um califado quase três anos atrás.

Dezenas de milhares de refugiados fugiram da cidade para escapar do combate.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters