Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Homem sai do escritório do Uber em Nova York, Estados Unidos 2/02/2017 REUTERS/Brendan McDermid

(reuters_tickers)

LISBOA (Reuters) - O Uber [UBER.UL] fechou um acordo com a Nasa para desenvolver um software de gerenciamento de rotas aéreas para "táxis voadores", informou a empresa nesta quarta-feira.

E, neste caso, está trabalhando para manter o bom relacionamento com órgãos reguladores.

A empresa disse que foi o primeiro serviço contratado formalmente pela Nasa para cobrir o espaço aéreo de baixa altitude, e não o espaço exterior. A Nasa usa esses contratos para desenvolver foguetes desde o final da década de 1950.

O diretor de produto, Jeff Holden, também disse que o Uber começará a testar serviços de táxis aéreos de quatro passageiros a 322 km/h em Los Angeles a partir de 2020, seu segundo mercado de testes após Dallas/Fort Worth.

Holden deve apresentar os mais recentes planos de táxis aéreos da empresa na Web Summit, uma conferência anual de internet que acontece em Lisboa nesta semana.

A empresa planeja introduzir serviços de táxis voadores pagos a partir de 2023 e está trabalhando em estreita colaboração com reguladores de aviação nos Estados Unidos e na Europa para obter as aprovações regulatórias, disse à Reuters um executivo do Uber.

(Por Eric Auchard)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters