Navigation

Ucrânia estende cessar-fogo em 72 horas até segunda-feira

O presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, concede entrevista coletiva no Conselho Europeu, em Bruxelas, na Bélgica, nesta sexta-feira. 27/06/2014 REUTERS/Philippe Wojazer reuters_tickers
Este conteúdo foi publicado em 27. junho 2014 - 23:45

KIEV (Reuters) - A Ucrânia estendeu nesta sexta-feira um cessar-fogo das forças do governo contra os rebeldes separatistas em 72 horas, até as 22h de 30 de junho, de acordo com o site da Presidência na Internet.

O anúncio foi feito logo depois que o presidente ucraniano, Petro Poroshenko, voltou de Bruxelas onde assinou um controverso acordo de livre comércio entre a Ucrânia e a União Europeia durante uma cúpula.

A extensão do cessar-fogo até segunda-feira coincide com o prazo dado pelos líderes da UE para que os rebeldes ucranianos devolvam o controle dos postos fronteiriços às autoridades de Kiev e libertem reféns, incluindo monitores da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE).

A movimentação de forças rebeldes no leste do país e a instalação de postos de controle ou barricadas também devem acabar.

As forças do governo ucraniano terão o direito de suspender o cessar-fogo antes do prazo em qualquer área onde as condições do cessar-fogo não tenham sido implementadas, segundo o anúncio.

(Reportagem de Pavel Polityuk)

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.