Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

MOSCOU (Reuters) - A Ucrânia vai perder 15 por cento de sua safra de grãos de 2014 devido aos conflitos com separatistas pró-Rússia no leste do país e à anexação da península da Crimeia, disse o primeiro-ministro Arseny Yatseniuk.

O país deverá ser o segundo maior exportador de cereais do mundo na safra 2014/15, segundo o Conselho Internacional de Grãos.

"Nós perdemos 15 por cento da colheita bruta devido a eles", disse Yatseniuk, referindo-se aos conflitos, segundo a agência Interfax. Ele falou durante um encontro com agricultores na região central da Ucrânia na terça-feira.

O Ministério da Agricultura da Ucrânia estimou anteriormente uma safra que iria superar o recorde do ano passado de 63 milhões de toneladas. Analistas e operadores disseram que a Ucrânia deverá colher cerca de 60 milhões de toneladas.

Yatseniuk não deu uma nova estimativa para a safra 2014.

A perda de 15 por cento de colheita equivaleria a 9,5 milhões de toneladas de cereais, segundo cálculo da Reuters baseado na hipótese de 63 milhões de toneladas.

O volume seria bastante superior às perdas estimadas em julho pelo Ministro da Agricultura, Ihor Shvaika, de 500 mil a 550 mil toneladas.

A Crimeia produziu cerca de 1,2 milhões de toneladas este ano, segundo o Ministério da Agricultura da Rússia.

(Por Polina Devitt)

Reuters