Reuters internacional

BRUXELAS (Reuters) - Líderes da União Europeia prometeram no sábado abraçar a Irlanda do Norte no bloco se um referendo aprovar a união da província britânica com a República da Irlanda.

Numa reunião de cúpula convocada para acertar o plano de negociação da UE para a saída do Reino Unido do bloco, o primeiro-ministro irlandês, Enda Kenny, pediu aos colegas que reconheçam que a Irlanda do Norte, como ocorreu com a Alemanha Oriental em 1990, entraria automaticamente na UE caso se una com a Irlanda.

O Acordo de Sexta-Feira Santa de 1998 para acabar com a violência na Irlanda do Norte prevê a realização de referendos em ambos os lados da fronteira para unir a ilha se Londres e Dublin consideram que há apoio público para isso.

Os líderes da UE deram apoio político ao que juristas irlandeses e europeus dizem é a posição no direito internacional sobre tais mudanças territoriais.

Reuters

 Reuters internacional