Navigation

Vacina da Moderna protege contra a Covid-19 em estudo com macacos

10/04/2020 REUTERS/Dado Ruvic/Foto ilustrativa reuters_tickers
Este conteúdo foi publicado em 29. julho 2020 - 00:38

Por Vishwadha Chander

(Reuters) - A Moderna Inc anunciou nesta terça-feira que a sua vacina experimental para a Covid-19 induziu uma resposta imunológica robusta e protegeu contra a infecção em um estudo realizado com macacos.

A vacina MRNA-1273 administrada a primatas não-humanos protegeu contra infecções nos pulmões e nariz, e preveniu a doença pulmonar em todos os animais, afirmou a empresa em um comunicado à imprensa. Os resultados do estudo realizado com macacos Rhesus foi publicado no New England Journal of Medicine. 

Os resultados parecem ser um aprimoramento em relação aos resultados da vacina para Covid-19 da AstraZeneca em um estudo similar. 

Embora os resultados do estudo com animais possam aumentar a confiança na vacina, a Moderna já começou os testes com humanos. 

Na segunda-feira, a empresa começou um estudo de estágio avançado que tem o objetivo de testar a vacina com princípio de RNA mensageiro em comparação com placebo em 30 mil voluntários saudáveis. Os resultados positivos nos testes podem abrir caminho para a aprovação regulatória e para o uso generalizado já no final do ano. 

Vacinas eficientes são consideradas essenciais para encerrar a pandemia que já tirou as vidas de mais de 655 mil pessoas no mundo todo. 

(Reportagem de Vishwadha Chander em Bengaluru)

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.