Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

CARACAS (Reuters) - Equipes de busca procuravam nesta terça-feira um helicóptero militar venezuelano que desapareceu cinco dias atrás, em meio ao mau tempo na selva amazônica, com 13 pessoas a bordo.

O ministro da Defesa, Vladimir Padrino, disse que comunidades indígenas locais estavam ajudando as equipes do Exército na área de florestas densas, a pé e com barcos, mas as condições climáticas ruins estavam impedindo sobrevoos.

Além da tripulação de quatro homens, o helicóptero Mi-17, de fabricação russa, estava transportando quatro habitantes indígenas locais, cinco militares que renderiam colegas em um posto e suprimentos quando desapareceu do radar em 30 de dezembro.

“Tivemos informações de habitantes indígenas que disseram que viram o helicóptero voando”, disse Padrino. “Mas, até agora, tem sido praticamente impossível chegar pelo ar até a área em que presumimos que tenha havido um pouso forçado... Nós temos fé de que eles estão bem”.

(Por Andrew Cawthorne)

Reuters