Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

SÃO PAULO/BRASÍLIA (Reuters) - O Ministério das Relações Exteriores brasileiro informou neste sábado que a visita ao Brasil do presidente da Bolívia, Evo Morales, inicialmente marcada para segunda-feira (30), foi adiada para data próxima, a ser negociada entre as duas chancelarias, de acordo com nota do Itamaraty.

O adiamento da visita de Morales ocorre após o presidente Michel Temer ter passado na noite de sexta-feira por uma ressecção da próstata, cirurgia urológica para desobstrução do canal uretal.

Temer deverá receber alta do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, na próxima segunda-feira.

Mas, segundo os médicos, o ideal é que ele fique em São Paulo repousando, em sua casa. Dessa forma, o presidente voltaria para Brasília apenas na terça ou quarta-feira, segundo a assessoria do Palácio do Planalto.

Temer já deixou a unidade de terapia semi-intensiva e se recupera no quarto da intervenção cirúrgica. Ele passa bem, segundo os médicos.

A agenda do presidente Temer previa um encontro com Morales em Brasília para a assinatura de atos. No início da tarde de segunda-feira, Temer ofereceria um almoço ao presidente boliviano no Palácio do Itamaraty.

(Por Roberto Samora e Lisandra Paraguassu)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters